© 2015 Museu Salesiano. Todos os direitos reservados.

 

Alameda Dino Bueno 285/353, Campos Elíseos, São Paulo - SP | Brasil CEP:01217-000

+55 11 3337-2916

museu@salesianos.com.br

Atendimento de terça a sexta-feira das 9h às 16h.

Realização

Apoio

A presença do sobrenatural

Um sonho se repete sempre que João vive momentos graves de sua vida. Parecia-lhe achar-se diante da porta de sua casa, no meio de uma multidão de meninos, que gritavam, berravam, blasfemavam, faziam toda a sorte de peraltices. Tentou fazê-los calar, primeiro com palavras, depois com tapas e socos. Nesse momento uma personagem misteriosa aparece e lhe diz: "Não com pancadas, mas com a bondade deves ganhar-lhes amizade". Então Joãozinho viu aqueles meninos desaparecerem e o campo encher-se de cabritos, cães, gatos, ursos e outros animais ferozes. E uma senhora, de aspecto majestoso e belo, apareceu também e lhe disse: "O que acontecer a estes animais deves fazê-lo também aos meninos. Torna-te forte, humilde e robusto". E Joãozinho viu com grande espanto todas aquelas feras transformarem-se em mansos e alvos cordeirinhos. O menino não entendia nada. Mas a senhora, para enxugar as lágrimas que já brotavam copiosas dos olhos do pequeno vidente disse-lhe: "Mais tarde tudo compreenderás".

Pintura do sonho de João.

De manhãzinha, quando João contou o sonho à família reunida, cada um deu o seu palpite. José disse placidamente : "Certamente você vai ser pastor de ovelhas, de cabras e de outros animais". - "A não ser que vá acabar como chefe de bandidos" emendou maldosamente Antônio. A avó prudente, sentenciou: "Não se deve dar crédito a sonhos". Mas Margarida, envolvendo o filho num grande olhar de ternura, suspirou: "Quem sabe se um dia não serás sacerdote?"

Capítulos

<< capítulo anterior

Próximo capítulo >>